Disal Consórcio
Quem faz, conquista
  • 17 / 07 / 2015
  • sem comentários

Você consegue guardar dinheiro no fim do mês? Veja como poupar!

Se você sonha com um salário maior, com certeza não está sozinho. O brasileiro não tem tudo o que quer, talvez tenha o que necessite. Seja a carne de primeira qualidade todos os dias nas refeições, seja o carro lançamento completo, há sempre um desejo que é impedido pelo orçamento curto. A solução para o aperto financeiro pode estar nas suas mãos: exige um certo esforço, mas a recompensa faz valer a pena.

As despesas jamais deixarão de existir. É preciso pagar as contas, os impostos e não tem como fugir disso. O difícil é fazer fechar a conta no final do mês. Para conseguir, a dica é a reeducação financeira.

Aliás, reeducação deveria fazer parte da vida de todos, seja nos estudos com cursos que te mantenham atualizado, seja na reeducação alimentar para acabar com as gorduras indesejadas. E mesmo quem recebe um salário gordinho pode se complicar nas contas, por isso, a reeducação é bem-vinda para todas as classes.
Confira abaixo as dicas para melhorar seus hábitos de consumo:

Passo 1: Corte de gastos

Uma das formas de melhorar a saúde da conta bancária é cortar gastos supérfluos, diminuindo exageros, como já falamos no post sobre os grandes desperdiçadores de dinheiro. Aquele passeio durante a semana pode esperar até sexta. A cerveja do final de semana pode rolar em um churrasco em casa. Aquela calça jeans nova também pode esperar, é só usar mais aquela que você comprou no mês passado.

A questão é saber se controlar para não ficar com a corda no pescoço. Segundo uma pesquisa feita pela Nielsen em março de 2015, 64% dos brasileiros diminuíram essas farras na rua para poupar sem deixar de se divertir por isso.

Se realmente for necessário comprar, evite o uso de cartão de crédito. Várias compras parceladas fazem com que você perca o controle. Evite também usar o cheque especial que, para quem não sabe, é aquele limite que você “pode” usar depois que o salário acaba.

Mas preste atenção: você tem a permissão de usá-lo, mas não deveria. Segundo dados do Banco Central divulgados em maio desse ano, os maiores bancos no Brasil cobram de 9% a 15% de juros ao mês sobre aquele valor que você “pode” gastar.

Como Poupar Dinheiro2
Passo 2: Faça uma planilha de gastos

Existem diversas formas de segurar a mão dentro do bolso, e nem é preciso quebrar o cartão de crédito, queimar o talão de cheque ou jogar a chave do cofrinho fora. O melhor é anotar todos os gastos e depois analisar o que está sobrando ali.

Antes de tudo, lembre-se de que as anotações precisam ser feitas o mais rápido possível. É fácil se esquecer de contabilizar aquela coxinha devorada na padaria no meio da tarde, mas é importante não esquecer. Se você é desses que vive na rua e sempre gasta dinheiro em espécie, é muito bem-vindo ter aqueles aplicativos no celular que permitem a anotação imediata. Pode anotar na boa e velha agenda de papel também, desde que lembre de passar a limpo no local correto depois.

Agora, se sua vida é na frente do computador, não tem desculpa. Deixa a planilha de gastos aberta. Aliás, nela já deve ter uma lista de todos as despesas fixas: contas de luz, aluguel, água, condomínio e fatura do cartão de crédito. Esse último, inclusive, tem que ter uma planilha separada, só para ele. Legal mesmo é autorizar que o banco te envie por SMS todas as compras efetuadas com o cartão e manter esse controle. Assim, você já tem o valor exato e pode ir atualizando a planilha do cartão até atingir um gasto máximo predeterminado naquele mês.

Passo 3: Invista o que sobrar

É imprescindível que, para fazer fechar a conta no azul todos os meses, as pessoas utilizem algum meio de detalhar os ganhos e os gastos diariamente, contando cada centavo gasto e no que foi gasto. Dessa forma, é possível saber o que tirar dessa listinha para não ficar no vermelho.

Depois de organizar os gastos e ver o salário sobrar no fim do mês, é hora de planejar o que fazer com ele. Seu carro já não responde como antes? Mais cedo ou mais tarde, vai virar pedaços em um desmanche. Então, a troca dele deve ser planejada. E, claro, você vai querer algo a altura…ou acima. Boas notícias: tem solução.

Seja um zero bala básico ou um seminovo potente, o consórcio cabe certinho no seu bolso. É uma grana que, uma vez investida, o retorno é certo. Sua garagem, de tempos em tempos, pode receber novos moradores. Basta colocar na planilha como gasto fixo a parcela que a Disal Consórcio disponibiliza sem juros. Não é preciso nem fazer a pesquisa de preço. Você mesmo escolhe de quais das lojas conveniadas seu carro pode vir quando seu lance for o maior ou tiver a sorte no sorteio.

Organize as finanças e se permita sonhar com um upgrade na garagem. Confira nossas opções: www.disalconsorcio.com.br/Simulacao.

Share on Facebook39Tweet about this on TwitterShare on Google+0
VOLTAR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acesse e fique à vontade para curtir, seguir e compartilhar:

Sobre o Blog

No Blog da Disal Consórcio, você encontra tudo que precisa saber sobre consórcio de veículos, curiosidades sobre automóveis, dicas de conservação do seu carro, entre outros assuntos. Se você pretende adquirir seu veículo de maneira segura e com planejamento, acompanhe nosso blog e veja que o consórcio Disal é a melhor opção.