Disal Consórcio
Quem faz, conquista
  • 27 / 07 / 2017
  • sem comentários

Pensando em fazer um Consórcio? Confira as dúvidas mais frequentes!

Preparamos um post especial para eliminar dúvidas que sempre aparecem quando alguém decide fazer um Consórcio. Vamos a elas:

Quanto é o valor de entrada?

Zero. Isso mesmo. O consorciado não precisa juntar dinheiro ou usar suas economias para dar de entrada no seu plano de Consórcio. Mas, caso tenha um valor guardado, pode usá-lo para dar um lance nas assembleias mensais e antecipar a conquista do bem.

E o juro, é alto?

Outro ponto positivo para o Consórcio: não existem juros. As parcelas são formadas por: fundo comum, taxa de administração e seguro de vida (quando contratado) calculados com base no valor do bem objeto do plano na data de cada Assembleia.

Sim. Considerando que o valor da parcela é calculado com base no valor do bem objeto do plano, quando o fabricante altera o preço do veículos para mais ou para menos, essa alteração se reflete no valor da parcela, que pode aumentar ou diminuir.

Posso comprar um carro diferente do que escolhi no começo?

Sim. O Consórcio dá essa liberdade para que o consorciado possa se adaptar às mudanças que acontecem no decorrer dos anos, como casamento, filhos, mudança de cidade e afins. É possível usar o valor da carta de crédito para comprar o carro que mais combina com o seu estilo de vida no momento da contemplação. O modelo escolhido no início do plano é apenas uma referência de valor.

Além disso, o consorciado não contemplado pode, uma única vez, alterar o bem objeto do plano, desde que esteja de acordo com os requisitos do Regulamento.

Posso resgatar o crédito em dinheiro?

O objetivo do Consórcio é proporcionar a compra planejada, a conquista de bens, e não a restituição do valor pago em dinheiro. Porém, o consorciado pode receber o valor investido, em espécie, em situações que estejam de acordo com a legislação do Consórcio.

No caso do consorciado, há duas possibilidades para esse resgate: a primeira é 180 dias após a contemplação, desde que todas as obrigações tenham sido quitadas e, a segunda, 60 dias após a distribuição dos créditos do grupo do Consórcio.

 

Share on Facebook14Tweet about this on TwitterShare on Google+0
VOLTAR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acesse e fique à vontade para curtir, seguir e compartilhar:

Sobre o Blog

No Blog da Disal Consórcio, você encontra tudo que precisa saber sobre consórcio de veículos, curiosidades sobre automóveis, dicas de conservação do seu carro, entre outros assuntos. Se você pretende adquirir seu veículo de maneira segura e com planejamento, acompanhe nosso blog e veja que o consórcio Disal é a melhor opção.